Minha Moqueca de Camarão e Merluza

O Brasil tem muitas comidas gostosas e tão diferentes de um lugar para o outro que às vezes eu acho que somos muitos países e não apenas um. Uma das minhas cozinhas favoritas é a baiana, com peixes e frutos do mar e toda a sua influência africana.

Com a linda Bahia na cabeça, e aproveitando a oferta incrível de pescados que o Chile tem, resolvi fazer uma moqueca. Bem, tipo moqueca, porque me faltou o dendê…

Para quem não sabe, o dendê é um fruto de uma palmeira e com ele se faz um azeite de cor avermelhada e bem forte. O azeite de dendê é o coração da cozinha baiana.

Como não achei dendê por aqui, vai sem dendê mesmo. O resultado é uma moqueca mais leve e com o leite de coco mais presente, mas igualmente deliciosa.

Minha outra adaptação foi tirar o coentro. Apesar do coentro ser muito usado na cozinha chilena (e, portanto, facílimo de achar), eu sou da corrente dos coentro-haters. Por isso, abusei da salsinha e do manjericão e acabei ganhando uma moqueca extremamente perfumada!

Espero que você goste dessa maravilha brasileira. E uma dica: faça um pouquinho mais! Como todo bom caldo, a moqueca fica ainda mais gostosa no dia seguinte, quando os sabores estão ainda mais apurados!

Minha Moqueca de Camarão e Merluza – adaptada às terras chilenas

Para 2 pessoas

1 cebola

1 pimentão amarelo

2 tomates

2 dentes de alho

½ xícara de água fervendo

200ml de leite de coco

400g filés de merluza (ou um peixe branco firme, como badejo ou dourado)

400g camarões médios

Salsinha

Manjericão

Cebolinha

Azeite de oliva

Sal

Pimenta do reino

Pimenta branca

Suco de ½ limão

Corte a merluza em pedaços de, mais ou menos, 4 dedos de largura e tempere, junto com o camarão, com sal, pimenta branca e o suco de limão. Reserve.

Corte metade da cebola, metade do pimentão e 1 tomate em cubos pequenos, e o restante em fatias redondas. Pique o alho em pedaços pequenos.

Em uma panela grande e funda (se for de barro, melhor), coloque o azeite e faça um refogado com os cubos de cebola e pimentão. Quando começar a dourar, coloque o alho e deixe dourar também. Acrescente os cubos de tomate e uma pitada de sal. Em fogo baixo, deixe que o tomate libere seus sucos. Acrescente a água e deixe ferver por uns 2 minutos.

Acrescente o leite de coco e mexa bem. Coloque os pedaços de peixe e deixe ferver por 5 minutos. Incorpore os camarões, as fatias de cebolas, tomate e pimentão e tampe (se sua panela não tiver tampa, cubra-a com papel alumínio).

Após cinco minutos, os camarões estarão rosados. Tempere com sal, pimenta do reino e acrescente salsinha e cebolinha. Na hora de servir, coloque o manjericão.

Leve à mesa imediatamente, bem quente, e sirva com arroz branco.

O vinho nosso de cada dia

Aqui não tem erro: branco! Para esse molho cremoso, mina sugestão é um o Casas de Bosque Gran Reserva, Riesling, 2017. A uva Riesling é um clássico da Alemanha e parece que se adaptou muito bem a terras chilenas! Esse vinho tem um bom corpo em boa e também uma acidez bem presente. A graça aqui são as notas de damasco que fazem um casamento perfeito com o leite de coco. Sirva frio e tomara que esse casal faça muito sucesso na sua casa!

Um beijo,

Renata